quarta-feira, 12 de maio de 2010

Charlatanice

Venha! Vamos foliar um pouco. Critiquemos um ao outro até nossas forças se esvaírem. Julguemos a conduta de nossa família, dos amigos, dos vizinhos, do mundo. Aquilatemos e, se a vontade chegar, apedrejemos. Expurgue o que existe em grande quantidade do seu ser.

Viva! Iremos nos divertir. Demasiado é o prazer que nos envolve neste instante. Ah! Que maravilha! Finalmente, não se esqueça: refine seu excremento. Quem sabe, nalgum instante, se tornará tão precioso quanto tua alma o preza.

Sim, abandonem a charlatanice e que tudo o que está encoberto seja mostrado. Vejamos se às claras te orgulhas tanto de sua podridão.

Um comentário:

Lucas Magalhães. disse...

Aí, quando eu brigar com alguém, vou mandar esse texto como depoimento, kkkk.

Você escreve tão maneiro, e nem fala... >D